Viva a Romaria da Terra e das Águas!

Agradecidas/os ao Deus da vida pela realização da 37ª Romaria da Terra e das Águas em Bom Jesus da Lapa de 04 a 06 de julho/2014, grande pentecoste sonhado e construído em mutirão. Queremos mais uma vez reforçar nossos agradecimentos a todas as pessoas que participaram, bem como a cada um/a que estiveram envolvidos/as direta e indiretamente nos trabalhos de preparação, organização desta Romaria e, que por meio:

Da firmeza dos pés deram os primeiros passos, subiram, desceram, desviaram, saltaram obstáculos, caminharam e em alguns momentos tiveram que correr para tudo ocorrer como foi pensado…

Da habilidade das mãos que pintaram, desenharam, riscaram, cortaram, grampearam, escreveram, digitaram, telefonaram, temperaram, amassaram, cozinharam, assaram, fotografaram, filmaram, clicaram, lavaram, limparam, enfeitaram, ornamentaram, tocaram, acudiram, aplaudiram, gesticularam, des/amarraram, seguraram, dirigiram, empurraram, pregaram, cuidaram…

Do brilho dos olhos que tudo viu e provocou à boca falar, gritar, ler, anunciar, cantar, comunicar, criticar, sugerir, acalmar, denunciar, discordar, avaliar, animar, ensinar, provocando sentimentos de pertença a esta causa, a esta casa, a este corpo, à terra, às águas, aos rios, às plantas, de emoções, comoções, e por meio dos seus lábios que souberam de forma carinhosa beijar, cheirar e sentir o outro…

Da força dos braços levantados, cruzados, abraçados, erguendo cruzes, bandeiras, faixas, entrelaçado a outros formando cirandas, demonstrando que juntos (raças, credos, etnias…) podem somar forças, vencer o poder que escraviza a terra e mata a vida…

Da alegria do reencontro de tantas amigas, amigos, conhecidas, conhecidos e das/os desconhecidas/os, possibilitando novas amizades…

Da capacidade de ouvir e interpretar a história do povo de Deus tanto no passado como no presente por meio das diversas experiências de lutas das comunidades tradicionais (rurais, urbanas), na perspectiva que crianças, jovens, mulheres, homens, idosos, e a biodiversidade sejam amados/as, respeitados/as e seus direitos socioambientais garantidos e efetivados.

Dos seios que amamentam e dos ventres que geram os futuros romeiros e romeiras…

Da grandiosidade e sabedoria de Deus, que mediante seu grande ventre materno gestou por meio de cada um/a este grande momento de fraternidade e solidariedade. Que Ele continue nos animando a persistir e colocar querosene (azeite) nesta lamparina/candeeiro, para que sua chama mantenha sempre acesa, como momento de animação da fé, encorajamento, fortalecimento das diversas lutas do seu povo (negros, brancos, índios…) peregrinos na construção do seu reino em nosso meio, cultura do bem viver, “terra sem males”.

Diante disso, e de tantos outros sentimentos de alegria que vivenciamos nesses dias, queremos relembrar a todas as pessoas que participam da coordenação da Romaria que nosso próximo encontro de avaliação desta 37ª Romaria da Terra e das Águas acontecerá nos dias 29 e 30 de agosto/2014 em Ibotirama.

01   02

 

Um cheiro.
Mauro Jakes.
Pela Coordenação da Romaria da Terra e das Águas.
Foto capa: Borges, Ir. Ivanor.


Associação do Desenvolvimento Solidário e Sustentável (ADES) – 10envolvimento
Rua Ipanema, 204 - Vila Dulce, CEP: 47800-261 Barreiras – BA
Fone (77) 3613-6620 | Email: 10envolvimento@uol.com.br